Daí fudeu (ou listagem meia-boca dos acontecimentos das últimas semanas)

• Beto Carreiro morreu, deixando milhares de cavalos inconsoláveis;

• Lula acredita que a ex-ministra da igualdade racial (chefe do ministério responsável por nos lembrar que tanto poodles como pit-bulls são cães) não cometeu nenhum crime ao usar o cartão de crédito do governo para compras pessoais. O Lula é mesmo um amor;

• Grupo de biólogos idiotas insistem em manter urso polar abandonado pela mãe vivo;

• Outro grupo de idiotas resolveu atrapalhar o suicídio de uma pobre tartaruga mono-perna e a salvou;

• Minha caixa d’água tentou me matar. Transbordou e vazou pelo ventilador de teto do meu irmão e pelo telhado;

• Parei de fumar;

• Três dos dedos da minha mão esquerda estão dormentes estão dormentes. Um deles está assim há 3 semanas, os outros dois desde ontem. Estes últimos fazem conjunto com a parte de cima do meu braço esquerdo e um pedaço do ombro;

• Não tenho tendinite;

• Existe Trident de Frutas Vermelhas, o que me faz mais feliz;

• Criei a definição do “anti-einstein”;

• Estou tomando um remédio que não só me dá sono como também me faz sonhar;

• Mentos lança novos sabores e não apenas eu estou mais feliz como várias outras pessoas também estão;

• Fui no Planeta Atlântida. Não vi nenhum show. Bebi tudo que me ofereceram;

• Peguei um T8;

• Passei uma semana achando que algumas coisas que eu tinha sonhado eram reais;

• Descobri que pressão alta deixa o pescoço vermelho;

• Descobri que perdi algumas peças de roupas;

• Comprei;

• Descobri que dor aumenta o mau-humor;

• Perdi mais um pouco da esperança pela humanidade, chegando a um valor simbólico de -37;

• Comprei um John Fante, um Bokowski e um do cara que escreveu o Grande Gatsby;

• Lembrei que meu quarto é rosa;

• Preciso de mais calças.

3 comentários em “Daí fudeu (ou listagem meia-boca dos acontecimentos das últimas semanas)”

  1. Foguinho, tu parou de fumar? Será que é por isso que tu esqueceu de terminar umas frases e repetiu algumas palavras?

    E, vencá, tu nunca tinha reparado que teu quarto é rosa? Hmmm, sei. Arrã.

    Saudade de ti. Até o Valton eu já encontrei duas vezes, só neste ano, e tu nem nada!

    Beijoca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *