O que montam os cavaleiros do apocalipse?

Próximo à sua montaria, o azulzinho andava pra lá e pra cá, nervoso e indeciso em relação a como poderia arruinar o trânsito na Santo Antônio.

EPTC dando o exemplo

A EPTC é certamente um exemplo de várias coisas:

  • Um exemplo de como as pessoas podem insistir em uma péssima idéia;
  • O exemplo de como não se deve cuidar do trânsito;
  • Um exemplo de má vontade;
  • Um exemplo de péssima conduta no exercício da função

E eu poderia seguir essa lista bem mais longe. Mas não preciso perder meu tempo tentando convencer ninguém sobre o quão equivocada é a existência da EPTC, com exceção talvez dos funcionários deste troço.

Recebi a foto a seguir para postar aqui:

EPTC dando o exemplo

Trata-se de uma viatura da EPTC estacionada sobre uma calçada, sem nenhum funcionário por perto, sem pisca-alerta, e pelo que consta, sem nenhum motivo aparente para estar ali.

Antes de qualquer coisa, resolvi pesquisar para ver se encontrava algum estatuto que desse permissão à EPTC de não seguir as regras que eles têm a responsabilidade de fiscalizar. Afinal, o que não falta na legislação brasileira são leis dando permissão a absurdos sem tamanho, e algo assim não seria surpresa nenhuma.

Não encontrei nada. Mas encontrei uma série de artigos e posts em blog que para minha surpresa* falavam apenas mal desta fracassada instituição. Entre estes posts, estava um do David Coimbra, com o título “Pela Extinção da EPTC”, no qual ele faz a pergunta que qualquer pessoa que já tenha investido alguns minutos de pensamento no assunto faz: não seria muito melhor se o governo destinasse a verba desperdiçada na EPTC para a Brigada Militar? Afinal, é óbvio que os cidadão preferem mais segurança do que mais gente atrapalhando do trânsito.

Tente lembrar de uma situação em que alguém lhe contou um fato em que “a EPTC chegou e resolveu tudo!” Talvez se fosse alguém tentando fugir da polícia, pois então eles poderiam ter chegado, engarrafado todas as ruas em volta e facilitado a fuga. Senão, provavelmente não.

Imaginem que beleza quando finalmente chegar o ano da copa e eles resolverem ajudar a facilitar o trânsito dos carros até os jogos? Vai ter engarrafamento durando até a olimpíada.

E tem mais uma informação interessante. Sabem a “nova” lei que obriga os motoboys a:

  1. Ter mais de 21 anos;
  2. Ter no mínimo 2 anos de carteira de habilitação;
  3. Usar colete preto e verde com faixas reflexivas;
  4. Ter faixas reflexivas vermelhas no baú e no capacete;
  5. Usar placas vermelhas;

Por bem: esta lei foi assinada pelo Fogaça em 2006, só que a EPTC simplesmente nunca se deu o trabalho de seguir a lei e regulamentar a atividade de motoboy. Precisou uma lei federal do ano passado para eles se coçarem.

Não vejo nada que justifique a manutenção desta indústria da multa. Não são uma alternativa melhor que a anterior (trânsito nas mãos da brigada) nem são competentes no exercício de suas funções.

No dia que algum candidato se antenar do número absurdo de votos que irá receber se prometer dar um fim na EPTC, talvez a coisa mude. Até lá, nos resta suportar a interferência deles no trânsito.

Convenção PDT Porto Alegre X Leis de Trânsito

Tenho um crescente palpite que, seja qual for o candidato do PDT para as próximas eleições, ele não terá como um dos focos de sua candidatura o trânsito de Porto Alegre. Afinal, se ano após ano eles substituem o papel higiênico do comitê da Felix da Cunha pelo código nacional de trânsito, creio que eles não têm muito respaldo para falar do assunto.

Nada melhor para ilustrar meu ponto do que algumas fotos da convenção deste final de semana:

Claro que não podemos ser tão intolerantes, afinal, se existem tantas leis que os políticos brasileiros desconhecem, é natural que não saibam o significado destas placas de trânsito.

Peço desculpas a todos por não ter tido tempo de filmar o carro da EPTC passando reto por essa bagunça. E agradeço meu irmão pelas fotos.

Convenção do PDT

Nos últimos 2 anos, a prefeitura de Porto Alegre vem se empenhando em transformar meu bairro (a saber, bairro Floresta, de Porto Alegre) em um pequeno pedaço do Iraque. Obras mal organizadas, longas demais e sem nenhum respeito com os moradores ou com o comércio local são as principais causadoras de uma imundisse constante no bairro e de uma crescente onda de assaltos e violência naquela região. Como o nosso bairro não aparece no mapa, a polícia não consegue chegar lá. Pelo menos deve ser essa a razão que fez com que ela não apareceu quando chamamos na vez em que um ladrão invadiu o apartamento da minha namorada pela sacada, e quando havia um tiroteio na frente de um prédio de esquina abandonado que já havia sido invadido duas vezes naquela mesma semana

Não bastasse essa porcaria geral, na segunda-feira desta semana o PDT resolveu fazer mais uma de suas incríveis convenções. Nesta ocasião sei que o melhor seria explodirmos o prédio e nos livrarmos daquele bando de políticos ali reunidos, mas infelizmente, como temos uma ética que eles não têm, nos contentamos com simplesmente fazer um exercício de paciência pra aguentar a baderna que eles fazem nas ruas próximas à sua sede.

No ano passado, eu infelizmente não tive a idéia de tirar uma foto do caos. Mas esse ano…

pdt

Como ano passado quando eles já tinham feito essa porcaria eu já tinha ligado pros nossos utilíssimos azuizinhos e reclamado dos carros estacionados na frente da minha casa, e como a criatura que me atendeu disse que não podia fazer nada, eu não me surpreendi quando meu irmão me mandou a foto acima. Não é difícil de ver a placa de pare virada na direção contrária do veículo estacionado na contra mão, nem o carro da RBS, que acredita que está sempre a serviço da comunidade, estacionado embaixo da placa de proibido estacionar. Pode-se ver pelas placas ignoradas a importância que as leis têm para aqueles cidadão reunidos ali na sede do PDT. Lembrem disso na hora de votar.

Eu sempre adorei meu bairro. Moro na casa que era da minha avó, e onde passei uma boa parte da minha infância. Sempre me orgulhei de morar nessa zona. Infelizmente com tudo que têm acontecido nos últimos tempos, o lugar está virando uma porcaria. Simplesmente não consigo entender como pode ser um lugar tão inseguro que conseguiram roubar os fios de luz em plena Cristóvão Colombo, diante das obras no novo shopping que terá ali.  Claro, eu sei que quando o Shopping estiver pronto a prefeitura lembrará que o bairro existe novamente, e provavelmente volta a cuidar da segurança por ali. Além, é claro, de fazer uma bela baderna no trânsito, como fizeram mais perto da 24 de outubro pra facilitar a vida do Moinhos Shopping.