Terra e seu inigualável conceito de diversão.

Direitos Humanos Bem Trapalhões

Eu pretendia começar este post colando o link para o decreto que foi publicado dia 21 de dezembro de 2009 – o qual o presidente Mula afirma ter assinado sem prestar muita atenção – referente ao 3º Programa Nacional de Direitos Humanos, mas como o site do diário oficial afirma que eu digitei errado o código CAPTCHA que não foi pedido, tive a sorte de conseguir o link para o decreto aqui: http://www.ccr.org.br/uploads/noticias/pndh3.pdf.

Segundo as reportagens que irei colar a seguir, embora o presidente tenha escrito uma apresentação de 3 páginas para o decreto acima, ele o assinou sem muita atenção. Já os ministros Dilma Rousseff e Tarso Genro, segundo a reportagem, sabiam bem o que estavam cometendo.

Considerando o que é dito nas reportagens “coladas” abaixo e ao monte de besteira que o Lula escreveu na apresentação do decreto, acho que cabe fazer aqui um apanhado de links para lembrar a todos quem é a corja que nos governa hoje em dia.

Sobre o decreto linkado acima:

(meio fora de sink, mas dá pra entender perfeitamente)

(a vez do Jabor opinar sobre o assunto)

(e a do Alexandre Garcia)

Um pouco sobre a Dilma:

Alguns textos também:

Em outubro de 2009 o Tas já tava comentando sobre a censura que o decreto acima está tentando viabilizar:

Eu sinceramente espero que, para a surpresa completa desta catrefa, a internet seja o meio onde esse bando de cretinos vá se afogar na bosta este ano. Essa campanha terá a internet como meio liberado para eles infernizarem a nação e eu continuo dizendo que eles não sabem onde estão se metendo.

Limpando a bunda com o “Contrato Social” ou A História de um País Governado por Criminosos

Para os que não estão familiarizados com as teorias de filosofias políticas, é importante lembrar que “contrato social“, mesmo sendo um termo usado pelo direito trabalhista, significa um acordo entre os membros da sociedade pelo qual reconhecem a autoridade, igualmente sobre todos, de um conjunto de regras, de um regime político ou de um governante. Explicando de maneira mais simples: as pessoas abdicam de sua liberdade para que alguém a administre, em troca de tranquilidade e segurança. Pensando no Brasil não parece fazer sentido, né?

É porque o Brasil não faz sentido. Segundo um professor de História do Pensamento Político e Econômico que tive na FAMECOS, o Brasil consegue avacalhar com absolutamente todas as teorias de governo que já foram pensadas pelos filósofos ao longo da história da humanidade. E segue avacalhando.

O STF aprovou mais uma palhaçada ontem, que resulta em réus condenados só irem para a cadeia depois de passadas todas as possibilidades de recursos. Isso não apenas é uma idiotisse adninistrativa como também pode resultar na liberação de milhares de presos hoje em dia.

Além disso, o cretino que sugeriu essa lei deveria ser detido para questionamento, pois é claramente alguém mal-intensionado que pretende cometer algum crime ou que está sendo financiado por algum criminoso para aprovar leis que facilitem a vida dele. Pra mim parece bem óbvio.

O Brasil é um país administrado por um presidente que manda dinheiro pra Cuba mas não manda para Santa Catarina. Por deputados e senadores que eram terroristas e mentem que eram manifestantes políticos. Qualquer lugar sério já teria dado um jeito nisso.

Está na hora de seguir o exemplo do governo e por o contrato social no lixo. Mas ao contrário de usar ele pra limpar a bunda, temos é que queimá-lo, tomar nossa liberdade de volta e tomar o controle da situação. Ou talvez nossa única esperança esteja na operação guilhotina descrina no filme Controle Absoluto do Spielberg, onde todos os políticos e membros do governo que ameacem a segurança nacional são eliminados e um substituto honesto é colocado no lugar. Claramente é preciso que isso seja administrado por uma máquina, pois se for por um humano não dá pra confiar.

E as criaturas ainda tem coragem…

…de perguntar por que o Papa nunca é brasileiro!

Imagina a cara do bom e velho Bento XVI quando leu a notícia sobre o padre Adelir de Carli? Certamente o pobre Papa ficou com a mão espalmada no rosto, louco de vontade de esganar o padreco.

E Deus, então, que já anda em baixa? Imagina a situação dele? Pensem o seguinte…

Tá lá Deus, dando uma olhada em algo importante no mundo enquanto o padre conclui que é uma baita idéia se pendurar em balões de festa e alçar vôo perto do litoral. Leva com ele um celular sem bateria e um GPS, que ele nunca soube pro que servia. Deus, na turbulência infernal de sua onisciência (que certamente é um poder monstruosamente chato de se ter) acaba só virando os olhos em direção ao litoral catarinense quando São Pedro sacode fortemente a manga de sua túnica e diz: “Olha a merda que o cara tá fazendo!”

Deus olha e em micropentelhésimos de segundo já analisa a situação como um todo, concluindo que talvez seja a chance de mostrar o poder da fé para as ovelhas desgarradas. Rapidamente conclui que logo o céu do Brasil estaria tapado de retardados pendurados em balões de festa. Pensa em simplesmente derrubar o padre na água e deixá-lo viver. Mas todo mundo que tenha algum conhecimento de adminstração, e o altíssimo não é exceção, sabe que regras são regras e uma vez que se abra uma exceção: fudeu!

“Tchê Pedro, o negócio é jogar raio, chuva e pedra até derrubar a merda!”

“Certo chefe”.

O resto vocês puderam acompanhar no Terra, em meio às notícias da morta mais famosa do país.