Grande Menezes (e Elvis também)

Então… como agora eu estou tentando a complexa tarefa de escrever pra três blogs, optei por comentar sobre o fim da dupla post sertaneja Sandy & Júnior no blog da Dez, deixando algumas das pessoas que vem procurar “peladas na can” e “mulher arrombada por pônei” sem saber minha opinião sobre o assunto. De qualquer modo, continuará sem saber porque o importante é outra coisa que eu citei lá.

O Menezes, citado no título, e o Elvis, que não é o Rei,  citados no título, são os responsáveis pela camiseta “Força Júnior”, estampada com a imagem abaixo.

força junior

O caso é que o site Jacaré Banguela também curtiu a idéia e resolveu transformar em campanha e a coisa acabou virando manchete de capa do Terra.

terra

Embora a machente informe bastante pecou por não colocar o link pro site da COVE, projeto do Menezes e do Elvis, e responsável pela camiseta e, por conseguinte, pela campanha. Felizmente eu, o maníaco do link, estou aqui para resolver este equívoco e possibilitar que as pessoas cheguem ao site (clicando naquele link ali de cima) para comprar sua camiseta e torcer pelo nosso amigo topetudo.

Big Brother Brasil 7 – Em busca de um sentido

Eu nunca consegui assistir um Big Brother inteiro. Esse ano estou acompanhando ele com muito mais facilidade, pelos comentários do pessoal aqui da agência, que acompanha direto, até pelo Terra. Essa semana, na terça, teve paredão de novo. Ao contrário da proposta que o menezes tinha sugerido, não consiste em colocar os participantes contra uma parede e deixar um cego dar um tiro na direção deles, eliminando um dos participantes. Consiste em uma votação através de internet e telefone em dois participantes indicados pelo líder (i.e. sobrevivente de uma prova semi-desumanda) e por uma votação secreta dos outros participantes.

Mas todo esse parágrafo não vem ao caso. O que me interessou foi o fato de terem colocado uma psicóloga para conversar com a mulher indicada para o paredão (Fani, ou Fany, ou Funny… não importa) sobre sua suposta compulsão por sexo. Claro… compulsão por sexo. Ora, que falta de respeito.

Uma criatura fica enfiada numa casa durante mais de um mês, cheia de homem em volta, sem dar pra ninguém e vem tentar me convencer que tem compulsão por sexo? Claro. E depois pra provar que tem vai lá, depois de eliminada, e diz que não vai aceitar o convite pro filme pornõ que “As Brasileirinhas” convidou ela. Quero ver ela dizer isso na cara do Michael Douglas.

Estatísticas Interessantes

Uma das coisas mais legais que descobri sobre blogs atualmente são as estatísticas. Nunca deixo de me surpreender com os absurdos que aparecem nos campos de “como diabos as pessoas chegaram aqui”. Não que o que as pessoas estejam procurando seja absurdo, afinal, a internet é um lugar livre e as pessoas tem direito de procurar o que bem entenderem, para satisfazer suas necessidades, curiosidades e perversões.

Mas o motivo do post de hoje é esta tabelinha abaixo:

EstatÃstica Interessantes

Foi, certamente, a coisa mais estranha que já fez com que alguém chegasse no meu blog. Eu tenho plena certeza que nunca escrevi sobre esse assunto. ɉ monstruosamente provavel, também, que jamais venha a escrever sobre isso.

De qualquer modo, tenho finalmente uma procura digna de competir com o “Hino da Mata do Paraná” que levou alguém até o blog do Menezes e que ele, com a mais profunda preocupaçãoo com seus leitores, criou depois de ver a procura, para que quem procurou não ficasse tão frustrado assim. No meu caso, me reservarei o direito de não fazer um tratado sobre aquele singelo tema que procuraram acima.

Picolé das 16h…

De uns tempos para cá, eu e o Menezes desenvolvemos esse costume bastante divertido. O picolé das 16hs acontece quase todo dia útil (eu sei, terça é um dia estranho, mas é tido como dia útil), entre as 16h e as 17h e 48min. Nós saímos da agência, pegamos o bom e velho elevador do Madison, atravessamos a rua, vamos na galeria onde tem a tabacaria com o freezer da kibon e compramos algum dos picolés de fruta, que agora tem a promoção de picolés grátis.

Eu fui o primeiro a ganhar um. Nem tinha divulgado a promoção pros revendedores. Passei duas semanas com aquele palito na mochila. Semanas depois, eu e o Menezes compramos dois picolés de abacaxi e ambos estavam premiados.

Desde o início da tal promoção, sempre reclamamos que o picolé de côco, um dos melhores que eles tem segundo nós mesmos, ainda não tinha vindo com a embalagem nova. Ontem veio.

A embalagem nova do picolé de côco da Kibon é muito afudê, como todas as novas dos picolés de fruta. Mas o mais afudê de tudo é que os caras ainda conseguiram melhorar o picolé. Agora tem pedaçoes enormes de côco nele. Muito bom!

Outra coisa legal é que ainda neste final de semana comentaram comigo que segundo um teste de qualidade da revista PROTESTE, o picolé da Kibon é o mais bem preparado, mais natural, e mais limpo que tem. Sigo com meu picolé das 16h então.